Rua Fernão Pompeu de Camargo, 362
Jardim do Trevo – CEP 13041-025

Campinas – SP
Fone: 19 3772-3800 / Fax 19 3772-3806
itech@techplus.com.br

  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - White Circle

CONTATO

imachine techplus
Please reload

Posts Recentes

O futuro na indústria 4.0 e as tendências do setor

10/22/2018

Conheça as principais ferramentas utilizadas pelas empresas e as vantagens de aplicar o conceito de indústria 4.0.

 

 

A indústria 4.0 é uma realidade em diversos países, principalmente nos mais desenvolvidos e que dispõem de investimentos fortes em tecnologia.

 

A implementação desse conceito consegue transformar fábricas em ambientes inteligentes onde a intervenção humana é cada vez menos necessária.

 

O que faz a indústria 4.0 revolucionar o setor são as tecnologias que possibilitam, por exemplo, o monitoramento de todo o trabalho de produção em tempo real.

 

Além disso, as empresas contam com gestão para manutenção preditiva, preventiva e corretiva de equipamentos com diagnósticos rápidos.

 

O futuro na indústria 4.0


Hoje, as máquinas aprendem a realizar tarefas através da IoT (Internet das Coisas) e também são capazes de calcular a data de sua própria manutenção. A indústria 4.0 é a aplicação da IoT nas fábricas junto com a automatização e a inteligência artificial.

Apesar da indústria 4.0 ainda engatinhar no mercado brasileiro, existem muitos exemplos de fora que podem inspirar os rumos do nosso setor industrial.

 

Cada vez mais veremos drones, robôs e impressoras 3D interagindo, e engana-se quem pensa que apenas as grandes corporações terão acesso a essas tecnologias.

Já existem pequenas e médias empresas integradas ao conceito da indústria 4.0 sem a realização de um investimento milionário.

 

Mesmo com baixo orçamento, hoje as indústrias conseguem criar o gêmeo digital, termo usado para identificar um modelo idêntico a um produto físico, porém criado no ambiente digital. Com ele projetado em uma tela, é possível economizar em matéria-prima para protótipos, assim como evitar interrupções na produção para a realização de testes, por exemplo.

 

No setor automotivo, os gêmeos digitais acompanham toda a produção das fábricas, peça por peça.

 

Para representar a Indústria 4.0 no mercado da aviação, o gêmeo digital é usado para mostrar o local exato da perfuração na fuselagem das aeronaves. Além disso, o software consegue analisar posteriormente se a posição está correta de acordo com os dados captados em cada voo.

 

As impressoras 3D também fazem parte das principais novidades da indústria 4.0 e começam a ser mais acessíveis para as pequenas e médias empresas do setor. Com elas, é possível diminuir custos com reposição de peças e falhas de produção. Elas também permitem a criação de peças sob medida tanto para a empresa como para o consumidor. Ainda, outra vantagem desta ferramenta da Indústria 4.0 é reduzir o tempo médio de produção de peças para todos os tipos de fábricas.

 

Principais ferramentas da indústria 4.0

 

No Brasil, o uso das impressoras 3D ainda é tímido e representa apenas 2% do mercado mundial. Porém, as empresas que investem no conceito da indústria 4.0 usam esta ferramenta para criar peças de equipamentos que estão fora de linha, por exemplo.

 

Essa é uma forma de evitar gastos com a compra de peças raras e com a demora para encontrar itens que não são mais fabricados. Para alguns especialistas do setor industrial, as empresas podem atingir ganhos de 40% em sua produção com a impressora 3D.

 

 

A fábrica da Jeep localizada em Pernambuco preferiu investir na tecnologia dos robôs em praticamente 100% das montagens. O resultado é que a aplicação desta ferramenta ajudou a operação a atingir uma média de 45 carros por dia.

 

Depois que a Embraer, empresa brasileira fabricante de aeronaves, aplicou o conceito paperless (sem papel) no seu processo produtivo em 2012, foram eliminados entre 80 e 100 mil papéis usados em desenhos utilizados na construção de aviões de grande porte. Hoje, os projetos são feitos em 3D, o que facilita os ajustes, os quais podem ser feitos em tempo real. Há cerca de três anos, a companhia também investiu em sensores para monitorar o funcionamento dos seus equipamentos de produção.

 

Tendências para o setor industrial

 

De acordo com dados da CNI (Confederação Nacional da Indústria), as iniciativas baseadas no conceito de indústria 4.0 no Brasil estão bem atrás em relação ao setor industrial mundo à fora.

 

A pesquisa diz que a maioria das indústrias do país (73%) utiliza pelo menos uma tecnologia digital em suas operações. Porém, somente 33% das ferramentas usadas estão direcionadas para o desenvolvimento de novos produtos e negócios.

 

As tendências da indústria 4.0 incluem fabricantes de automóveis inserindo itens tecnológicos na montagem de cada veículo individualmente, diferente das linhas de produção atuais.

 

Da mesma forma que se espera cada vez mais personalização, os colaboradores também precisarão de habilidades para poderem operar novas plataformas e ferramentas.

 

Outra tendência da indústria 4.0 será permitir testes de produtos antes mesmo que eles cheguem à linha de produção. Desta maneira, o setor industrial passa a ter menos gastos, pois as máquinas passam a monitorar seu próprio desempenho e vida útil.

 

Nesse cenário, espera-se que a cada ano as indústrias sigam novas tendências e tenham mais tecnologias disponíveis dentro do conceito de indústria 4.0.

 

E então, você está preparado para aderir ao futuro da indústria 4.0? Entre em contato conosco e descubra como o iMachine pode lhe ajudar! 
 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga-nos
Please reload

Tags
Please reload

Arquivos
  • Facebook Social Icon